Agraer busca capacitação para emissão de nota eletrônica do pequeno produtor

 

Agraer busca capacitação para emissão de nota eletrônica do pequeno produtor

 

Campo Grande (MS) – A tecnologia digital é algo cada vez mais presente em nossas vidas e nem mesmo o campo passa ileso disso, inclusive, no que diz respeito à gestão de orçamento e comercialização de alimentos. Atenta a esse natural processo de modernização, é que servidores da Agraer (Agência de Desenvolvimento Agrário e Extensão Rural) participaram de uma capacitação junto a técnicos da Sefaz – Secretaria de Estado de Fazenda sobre a Nota Fiscal Eletrônica do Produtor Série Especial (NFeP-SE).

“Uma equipe da Ceasa [Central de Abastecimento de Alimentos do Mato Grosso do Sul] e outra do Cecaf, espaço exclusivo para a comercialização de alimentos da agricultura familiar, passaram por um treinamento para lidar com o sistema de emissão de notas e assim poder instruir os agricultores familiares que tenham alguma dificuldade”, explica o gerente de Abastecimento e Desenvolvimento Agrário (GDA/Agraer), Araquem Midon.

Na Cecaf há uma base de atendimento aos pequenos produtores com um computador à disposição para os serviços com as notas. “Queremos dar o suporte necessário aos agricultores, pois muitos ainda estão perdidos com toda essa mudança. Se antes tudo era feito em talões impressos, hoje, está tudo eletrônico”, justificou Araquem.

Para Midon a ação é imprescindível para acompanhar toda a demanda de trabalho da Ceasa. “A ideia é estender o suporte aos outros produtores. A Nota Eletrônica veio para agilizar o processo de emissão de nota e como a Ceasa movimenta muito em termos de entrada e saída de alimentos, o volume é muito grande, então, esse trabalho vai facilitar muito a rotina de todos”.

“Se antes demorava de 30 dias ou mais para dar baixa em uma nota, agora, é tudo em tempo real a prestação de contas. E nossa equipe passou por essa capacitação exatamente para dar esse suporte aos agricultores familiares que, diariamente, estão ali na comercialização e geração de renda”, concluiu.

Emissão eletrônica

Desde janeiro deste ano, o governo do Estado por meio da Sefaz possibilitou a emissão de nota eletrônica para os produtores rurais. Trata-se de uma reformulação do sistema para impressão e prestação de contas, ou seja, o contribuinte não precisará mais se deslocar até uma Agência Fazendária (Agenfa) para solicitar a entrega dos talões ou realizar a devolução dos mesmos.

O objetivo é simplificar a vida do contribuinte e otimizar o tempo de trabalho das pessoas e do poder público. Na nova modalidade, os agricultores têm como opção emitir o documento no conforto do lar ou no ambiente de trabalho.